terça-feira, 22 de setembro de 2009

À Espera ou A Espera?

Tenho minhas dúvidas, sabe?
Por enquanto será A Espera...

A Espera

Não posso te encontrar
Pois espero por esse momento
Há tanto tempo que nem lembro

Da noite em que te vi
Há tanto tempo é passado
A noite em que te vi
Pela primeira vez
O amor me chamou

Não posso te encontrar
Pois espero por esse momento
Há tanto tempo que me lembro

Do dia em que te vi
Há tanto tempo que passou
Do dia em que te vi
Pela última vez
Me esqueça, acabou

Não posso te encontrar
Pois espero esse momento
Há tanto tempo que a lembrança

De quem eu conheci
Há tanto tempo, é passado
E quem eu conheci
Já não espero encontrar
Eu perderia o sentido da espera
Enquanto que esperar outro beijo
Não faria mais sentido.

5 comentários:

Amanda disse...

Bom...
Meu raciocínio parte deste princípio:
Quem espera, espera alguma coisa ou alguém.
Certo? Certo.
Quem está à espera, está à espera DE alguma coisa ou DE alguém.
Como no segundo exemplo na resposta apareceu a preposição "de", é verbo transitivo INdireto. Portanto, já que a palavra posterior é feminina, pode-se usar a crase.

Beijos me liguem!
rs...
Fui ;)

Nick. disse...

Não é uma dúvida. É que a ambiguidade existe. É uma situação ambígua. O título deve ser decidido, mas os dois lhe caem bem.

Luis Diego disse...

No caso seria Advérbio.

à espera, então o uso é obrigatório.

Nick disse...

Não é nenhum leigo escrevendo, sabem? Antes de pular em conclusões, obrigatório é entender o que está sendo dito.

Abaddon disse...

Nos idos tempos de meus avós já se dizia; "de boa intenção o cemitério está cheio"
Tão atual esse dizer... feito patente quando boas almas confundem título poético com dúvida grammatical...